Engajada na causa feminina

Sempre engajada na participação maior e mais eficaz das mulheres na política, a advogada Ana Cristina Blasi participa nesta quinta-feira (5) de uma roda de conversa sobre “Discriminação e Equidade de Gênero”, que acontece durante o  workshop de trabalho sobre Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário, realizado no Tribunal de Justiça de SC.

O evento tem por objetivo fomentar o debate e a conscientização sobre a importância da participação feminina na tomada de decisões do Poder Judiciário de Santa Catarina e buscar formas de viabilizar a igualdade de atuação no âmbito institucional. O workshop será na sala de sessões Ministro Teori Zavascki (Tribunal Pleno), das 9 às 12 e das 14 às 17 horas.

De acordo com a  programação, o evento  contará com a presença da conselheira do CNJ Maria Cristiana Simões Amorim Ziouva e do professor Ricardo Bortoli, e terá também a exibição do documentário “A Juíza”, seguida de roda de conversas “Discriminação e Equidade de Gênero”, sob a coordenação da jornalista Schirlei Alves e com participação de Ana Cristina Ferro Blasi (advogada), Cristina Gama Neves da Silva (advogada vice-presidente do projeto Elas Pedem Vista), Eliana Volcato Nunes (procuradora de justiça do MPSC) e Rejane Maria Bertoli (procuradora do Estado).

O documentário “A Juíza”, para quem não conhece, retrata a carreira da juíza Ruth Bader Ginsburg, da Suprema Corte Americana, atualmente com 86 anos de idade, e seu trabalho pela igualdade de gênero, destacando por meio de suas decisões a injustiça histórica e discriminatória contra as mulheres, seja na diferença de salários, seja nas barreiras para ocupação de certos cargos e trabalhos. O evento é destinado a magistrados, servidores e público externo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui