Saiba como obter financiamento para projetos sustentáveis

Conheça alguns dos bancos que oferecem linhas específicas para projetos que envolvem práticas sustentáveis

Projetos sustentáveis sempre atraem a atenção dos investidores. Em maio deste ano, foi anunciado que projetos de infraestrutura com impactos ambientais e sociais positivos teriam prioridade para obter financiamento.

Em agosto deste ano foi anunciado investimento de R$ 275 milhões de Salvador do financiamento com bancos para promover projetos sustentáveis. No 2º dia da Semana do Clima, promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), a prefeitura de Salvador foi destaque por conta de priorizar a questão climática nas tomadas de decisões sobre financiamentos para a cidade.

Marcelo Viana, consultor da T4 Consultoria, explica que esse é um dos temas mais importantes para agentes financeiros e bancos públicos e que financiamento para projetos sustentáveis sempre está na lista de prioridades desses órgãos.

“A conhecida economia verde é fundamental para o país, por isso, os mais importantes agentes financeiros e bancos públicos têm linhas específicas que atendem a essa demanda e empresas, é sempre válido analisar os editais. Há muitos recursos disponíveis para atender o setor”, acrescenta.

Economia verde em alta no Brasil – Financiamento para projetos sustentáveis

Dentre os principais agentes financeiros e bancos públicos que oferecem financiamento para projetos sustentáveis, estão:

BNDES – Meio Ambiente

O BNDES (O Banco Nacional do Desenvolvimento) oferece linha específica para favorecer a economia verde, como é o caso da linha Meio Ambiente, que apoia os seguintes projetos:

  • Saneamento;
  • Gestão de resíduos;
  • Eficiência energética;
  • Conservação de biomas.

“É preciso que a empresa tenha um excelente projeto a ser apresentado, afinal, faz parte dos critérios de aprovação para projetos e financiamentos que o documento do projeto seja criteriosamente analisado pela instituição, assim como a maturidade da gestão socioambiental da organização”, esclarece Viana.

Dentro dessa linha concedida pelo BNDES, há o Fundo Amazônia, que apoia projetos de combate ao desmatamento, assim como iniciativas de conservação e uso sustentável da Floresta Amazônica. Há também a Restauração Ecológica, que oferece apoio não reembolsável a projetos de todos os biomas brasileiros, com exceção do bioma Amazônia.

DESENVOLVE SP

O DESENVOLVE SP oferece a linha Projetos Sustentáveis, que engloba: Linha Economia Verde; Linha Economia Verde – Máquinas e Projetos de Eficiência Energética.

Há vários itens financiáveis por essa linha: na Agroindústria; mudança de combustíveis; saneamento, tratamento e aproveitamento de resíduos; energias renováveis (item que inclui financiamento de energia solar); eficiência energética; transporte; processos industriais; recuperação florestal em áreas urbanas e rurais; manejo de resíduos; para a Construção Civil, entre outros.

Essa linha oferece taxa a partir de 0,17% ao mês acrescidos da SELIC, prazo de 120 meses, carência até 24 meses e participação de até 80%.

BNB (Banco do Nordeste)

Há algumas linhas específicas de financiamento para projetos sustentáveis oferecidas pelo BNB como é o caso da FNE Verde; FNE Sol; FNE Inovação e Manejo Florestal Sustentável da Caatinga.

Há também linhas específicas do Programa Nacional e Agricultura Familiar (Pronaf) voltada para projetos ambientais de agricultores familiares, tais como: Pronaf Eco; Pronaf Agroecologia; Pronaf Semiárido e Pronaf Floresta.

O FNE Verde, por exemplo, oferece investimentos fixos de até 12 anos, com 4 anos de carência.

“É preciso sempre ficar atento às cláusulas, no caso do FNE Verde, por exemplo, projetos que envolvem geração de energia a partir de fontes renováveis; plantio de florestas; recuperação de áreas degradadas, entre outras particularidades, podem ter prazo estendido para até 20 anos com carência de 8 anos”, esclarece o consultor.

BDMG – Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais

O BDMG oferece a linha de financiamento para projetos sustentáveis Crédito Verde, que disponibiliza recursos para empresas de todos os portes e segmentos. Empresas sediadas em Minas Gerais, que tenham pelo menos seis meses de faturamento podem solicitar o benefício.

Essa linha está voltada a sistemas geradores fotovoltaicos nacionais ou importados e serviços relacionados (projeto/instalação).

Consultoria para avaliação de projetos e financiamentos – Realmente é indicada?

Viana acredita que é fundamental que a empresa tenha um diagnóstico preciso de sua situação no mercado, que seja devidamente orientada quanto à elaboração do projeto para captação de recursos e sobre quais os melhores caminhos na busca por financiamento para o seu modelo de negócio e objetivos que deseja alcançar.

“Não faltam recursos, mas muitas empresas não estão dentro dos parâmetros de avaliação dos agentes financeiros ou bancos públicos ou não apresentam projetos consistentes, perfeitamente elaborados, coerentes, etc. É preciso alinhar os interesses da empresa, rever a própria realidade no mercado e corrigir problemas, se houver, antes da busca por financiamento”, finaliza o especialista.

-> Para mais contéudos sobre empreendedorismo na região CLIQUE AQUI <-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui