Fintech de empréstimo entre pessoas cria recurso para diluir o risco para quem empresta dinheiro

Com o investimento por cotas disponível no alicativo da Mutual, tomador também consegue crédito mais rápido e em valores maiores.

A fintech Mutual, que viabiliza o empréstimo entre pessoas, anuncia um novo recurso no seu aplicativo que beneficia quem empresta dinheiro e quem busca por crédito. Agora, o investidor tem uma maior previsibilidade de retorno e diluição de risco com a opção de adquirir cotas das quantias solicitadas por mais de um tomador de crédito. Antes, só era possível aportar o valor total pedido por uma única pessoa.

A possibilidade de diversificação de carteira permite a quem empresta dinheiro potencializar os ganhos e minimizar os riscos. Ao evitar um cenário de concentração da carteira de investimento em uma ou poucas pessoas, o fatiamento do investimento reduz o risco de o investidor ter seus ganhos afetados por uma eventual inadimplência de quem solicita o empréstimo.

“Com essa iniciativa, mudamos a forma como o investidor aplica os seus recursos na nossa plataforma. Uma pessoa que tem R$ 4 mil disponíveis, por exemplo, pode investir em até 20 pedidos de empréstimos”, diz Leonardo Rebitte, CEO da Mutual.

Por outro lado, para quem precisa de dinheiro, a novidade oferece uma maior agilidade na captação, além da possibilidade de solicitar quantias mais altas de financiamento. “Os tomadores acabam conseguindo financiadores de uma forma mais rápida, pois não há mais necessidade de ele esperar por um único investidor disposto a emprestar o montante solicitado. Agora, mais de uma pessoa pode adquirir cotas de um mesmo pedido de empréstimo”, explica o executivo.

Como funciona

Ao entrar no aplicativo, o investidor escolhe os valores – mínimo e máximo – de sua capacidade de investimento e em quantos meses quer receber os pagamentos mensais (entre 6, 9, 12 e 18 meses) dos tomadores de crédito.

No marketplace, o investidor tem acesso às informações dos tomadores como nome, cidade, valor solicitado e motivo do empréstimo. Além disso, é possível ver uma nota de crédito (score) de cada pessoa para uma melhor tomada de decisão ao montar uma carteira com mais de um tomador.

Quem pede empréstimo na plataforma da Mutual é classificado com um score, que mostra a capacidade dessa pessoa de honrar seus pagamentos. Esse índice se baseia no histórico financeiro e na classificação do tomador de empréstimo nos serviços de proteção ao crédito. Quanto menor o endividamento e quanto melhor o histórico de responsabilidade financeira, melhor será o score do tomador na Mutual.

Com ajuda de tecnologia, a fintech analisa, em menos de cinco segundos, se o cliente possui financiamentos de curto ou longo prazo, qual a projeção de endividamento para os próximos meses, além de verificar se ele está inadimplente em alguma operação de crédito. Após essa análise, quem precisa de dinheiro tem o seu pedido liberado rapidamente para ser acessado por investidores na plataforma digital da Mutual.

Desde que começou a operar, em janeiro de 2018, a Mutual já intermediou mais de 7 mil empréstimos que movimentaram quantias superiores a R$ 10 milhões.

Sobre a Mutual

Em operação desde janeiro de 2018, a Mutual foi criada para revolucionar o empréstimo entre pessoas, conectando quem precisa de dinheiro com que quer lucrar com a concessão de empréstimos. A fintech brasileira oferece uma plataforma digital de peer to peer lending (empréstimo P2P ou crédito P2P) em que qualquer pessoa pode emprestar dinheiro a outra com taxas de juros justas, em muitos casos menores do que as praticadas pelos bancos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui