A reviravolta da contabilidade

Antes burocráticos e manuais, os setores como recursos humanos e contabilidade se unem para extrair toda a potencialidade que a tecnologia oferece. Esse movimento tem revolucionado a operação e a saúde financeira das empresas.

Livro ponto, balancetes, folha de pagamento…papeis, papeis e mais papeis. Quem vê essa descrição pensa que estamos falando de algo que acontecia há 20 anos, mas não. Isso acontece ainda hoje nas empresas. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae, 43% das micro e pequenas empresas ainda fazem a sua contabilidade no papel. Esse é um número alarmante, levando em conta que estamos vivendo em um mundo no qual tudo é cada vez mais digital, em que até o banco e dinheiro já são virtuais.

A tecnologia transformou os modelos de trabalho tradicionais no mundo inteiro. Com ela,  é possível realizar tarefas que, no passado, eram inimagináveis. Por isso, não só os recursos humanos, mas também a área de contabilidade ganhou contornos estratégicos com base nesses novos paradigmas.

A reinvenção da contabilidade fez com que serviços operacionais, como balancete e folha de pagamento, sejam feitos por softwares e hardwares especializados. Essa nova realidade abre caminho para que o segmento se torne mais consultivo e um aliado do RH, seja para auxiliar no fechamento do mês ou garantir a saúde financeira do negócio.

“Hoje, com a gestão de presença, ponto e atividades totalmente automatizado e integrados com a folha de pagamento, as contabilidades conseguem oferecer mais agilidade, facilidade e precisão das informações do ponto dos seus clientes. Assim, acabam com o retrabalho, fazem a gestão dos dados totalmente online no sistema (sem papéis e planilhas) e ainda conseguem reduzir em até 60% o tempo dedicado às tratativas das informações de ponto”, afirma Lázaro Malta, CEO da Ahgora, empresa de tecnologia para RH e criador do Projeto Contabilidades Parceiras.

O CEO comenta que o projeto disponibiliza três ferramentas para ajudar as contabilidades a automatizarem seus processos operacionais e ganharem mais tempo para se dedicarem a atividades estratégicas ou mesmo atenderem clientes com o mesmo recurso humano. “Temos o Ahgora PontoWEB, que é um software de gestão de ponto em nuvem; o Ahgora Multi, que é um aplicativo de captura de ponto por meio de reconhecimento facial; e um Dashboard da Contabilidade, onde é possível analisar e gerenciar em uma única tela as pendências dos clientes sobre a tratativa do ponto dos colaboradores, bem como informações relativas às inconsistências do eSocial”, explica Lázaro.

Assim, segundo ele, o escritório contábil parceiro faz a gestão da jornada de trabalho dos próprios colaboradores e, quando os clientes adquirem o sistema Ahgora PontoWEB, passam a ter acesso às informações de ponto dos seus clientes de qualquer lugar, tudo online e em tempo real. Ainda recebem alertas para resolver inconsistências dos clientes do eSocial, fecham a folha de pagamento muito mais rápido e automatizam as rotinas burocráticas e operacionais.

Para o economista Michel Martins, sócio do escritório da NTW Contabilidade e Gestão Empresarial, em Florianópolis, quando as contabilidades oferecem serviços mais consultivos, identificam que existe muita demanda. “Com a contabilidade cada vez mais online é primordial ter uma atuação mais consultiva, oferecer outros serviços e prestar uma assessoria mais abrangente aos clientes”, explica.

Para Martins, o desafio é saber quais ferramentas podem ajudar no dia a dia e quais são as mais adequadas para cada empresa. Com base no porte da organização, a contabilidade consegue definir quanto a automatização vai ajudar nos processos. “A partir disso, o papel do contador é fazer o cliente entender a vantagem das ferramentas e incentivar o uso. Com isso todos ganharão em agilidade e eficiência: tanto os escritórios, quanto seus clientes”, diz.

De acordo com Lázaro Malta, parcerias como essa ajudam a transformar segmentos até pouco tempo “ameaçados” pela tecnologia e criam uma nova realidade no mercado, além de impulsionar o crescimento das empresas. “Vivemos em uma era onde a transformação digital vai mudar tudo o que conhecemos. O momento é de união para crescer junto e extrair o melhor que a tecnologia pode nos dar. Todo mundo sai ganhando e com certeza vamos sair melhores do que entramos”, finaliza o CEO.

Sobre a Ahgora

A Ahgora desenvolve aplicações em gestão de presença, ponto e acesso com o objetivo de aumentar a eficiência operacional das contabilidades e empresas de todos os segmentos, ajudando-as a alcançar resultados melhores e se tornarem mais competitivas. A empresa desenvolve softwares e hardwares que automatizam processos operacionais e integram reconhecimento facial, internet das coisas (IoT) e cloud computing.

Criada em Florianópolis em 2006, possui escritórios na capital catarinense e São Paulo, além de operações no Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Em agosto de 2016, o grupo Invest Tech – que gerencia fundos de venture capital e private equity para empresas inovadoras – entrou na sociedade, e a empresa começou a planejar uma estratégia de crescimento mais agressiva.

Hoje, considerada uma das 10 startups que mais crescem no país, a Ahgora tem seu quadro de colaboradores composto por 45% de mulheres, o que consolida o seu compromisso com a igualdade, seja ela de raça, gênero ou classe.  Em 2019, fechou o ano com um crescimento de 50% em relação a 2018, 180 funcionários e mais de 3000 clientes, como a TLSV Engenharia, Subway, Mercado Livre e Samsung (o que representa mais 800 mil colaboradores em sua plataforma).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui