A hora e a vez do assessor de investimentos

Profissão, até então pouco conhecida no Brasil, ganhou força na esteira da popularização das plataformas de investimentos. No País, apenas 6 mil assessores atendem o mercado.

O tamanho da última edição do Investor Day, realizado em setembro pela XP Investimentos em São Paulo, deixou claro que a profissão de assessor de investimentos é a bola da vez no mercado financeiro. Com um número cada vez maior de brasileiros dispostos a investir, a figura do assessor se faz essencial para buscar oportunidades e direcionar os melhores produtos para cada perfil investidor.

Durante entrevista para o canal Eu Me Banco (https://www.youtube.com/watch?v=Ro50IyfFy_I), Lucas Ferrari, sócio da MN Investimentos, escritório credenciado a XP Investimentos, falou sobre o cenário promissor para quem deseja seguir carreira como assessor autônomo. vinculado a corretoras.

“Hoje temos apenas 6 mil assessores de investimentos no Brasil, o oceano é muito vasto. Tem muita gente necessitando de investimentos, até porque há 4 ou 5 anos a gente conseguia dobrar o nosso capital em 4 anos de investimentos, existia uma taxa de juros elevada. Hoje, para dobrar um investimento demora 20, para dobrar na poupança a gente leva 45! Então, de fato, a figura do assessor é muito necessária no mercado brasileiro, primordial para fazer com que a economia rode cada vez mais no País”, revelou Ferrari.

Saiba mais: Veloe completa um ano de operação e se destaca no mercado de pagamento automático

A profissão, até então pouco conhecida no Brasil, ganhou força na esteira da popularização das plataformas de investimentos. Para começar, não é necessário ter uma graduação específica, mas é preciso estudar o mercado, conhecer os produtos de investimentos e obter certificações para ser relevante e atuar com carteiras mais robustas.

De olho na demanda crescente, o economista Fabio Louzada fundou a startup Eu Me Banco em março de 2019, que forma profissionais para área de investimentos e os prepara para os exames de certificação via cursos online e presenciais. Em apenas seis meses, mais de 500 alunos já foram atendidos pela Eu Me Banco.

“Assessor de investimentos é a profissão do futuro. O brasileiro, pela primeira vez na história, está aberto para educação financeira e disposto a buscar bons investimentos para ser remunerado. É aqui que a figura do assessor se faz essencial, buscando opções mais rentáveis que ampliem o horizonte de investimentos do cliente”, conclui Louzada, profissional com mais certificações no Brasil (CPA-10, CPA-20, CEA, ANCORD, CFP, CGA, CNPI, PQO e CFA Level I).

Saiba mais: Entrevista Exclusiva: Adriano Bornschein – CEO Catarinense Pharma

 

Contraponto

Em países desenvolvimentos, como os Estados Unidos, a rede de profissionais que atuam assessorando investimentos é superior a 4 milhões, um mercado maduro onde 95% da população investe via corretoras . No Brasil, apenas 5% dos brasileiros aplicam dinheiro em fundos de investimentos (fonte: Anbima).

-> Para mais contéudos sobre empreendedorismo na região CLIQUE AQUI <-

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui