Startups incubadas do MIDITEC fecham negócio entre si durante incubação

Clima colaborativo dentro do programa da incubadora da ACATE proporcionou encontro de startups e fechamento de contrato para integração de processos

Que startups têm um clima leve, de construção coletiva e colaboração já é de amplo conhecimento. Mas e os ambientes onde elas são incubadas ou aceleradas em seu desenvolvimento, têm clima parecido? Duas startups incubadas no MIDITEC, incubadora de empresas de base tecnológica gerenciada pela Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e pelo Sebrae/SC, fecharam negócio, mostrando que o clima neste tipo de ambiente também é de muita colaboração.

As startups em questão eram a Anestech, focada no desenvolvimento de soluções em anestesiologia e gestão perioperatória, e a Airbox, plataforma ágil para gestão visual de processos, projetos e serviços. Participando do programa de incubação do MIDITEC, a Anestech percebeu que precisava integrar e centralizar seus processos internos, que eram realizados em sistemas diferentes. Com números de vendas e retenção abaixo do que acreditavam conseguir performar, a diretoria viu na Airbox, também integrante do programa de incubação, o potencial para ajudar em sua dor, com foco em ganho de produtividade e resultado. “A Airbox é uma ferramenta completa em constante evolução que reúne o que há de melhor para a gestão da empresa, sem complicar ou tornar as tarefas desestimulantes para o time”, afirma Diógenes Silva, fundador e CEO da Anestech. Além da startup de anestesiologia, as também incubadas do MIDITEC Spinver e Canopy, também estão iniciando a implementação da solução da Airbox em suas rotinas.

Com o sistema integrado de gestão da Airbox, foi possível unificar os processos da Anestech, permitindo o gerenciamento de todas as atividades em um único software e otimizando o tempo e a análise de produtividade de times pelos gestores de projetos. Para a diretora operacional da Anestech, Patrícia Ilha, o resultado da parceria fechada entre as incubadas do MIDITEC foi muito positivo, e o clima da incubadora influenciou diretamente na concretização do negócio. “Na área de SaaS, é complexo separar a otimização e melhoria da ferramenta, com a personalização para o cliente, e o pessoal da Airbox faz isso muito bem. Além da dedicação em entender as necessidades e uso em cada contexto”.

Sobre o MIDITEC

Com um histórico de reconhecimento de mercado — ao longo de seus mais de 20 anos de história, foi eleita pela Anprotec por quatro vezes como a melhor incubadora do Brasil e, pelo UBI como 5ª melhor incubadora do mundo, em 2018 —, a incubadora MIDITEC visa formar e transformar empreendedores, e consequentemente, desenvolver negócios conscientes e de alto impacto. Ao longo da trajetória da incubadora, mais de 100 empresas já participaram do programa, entre as quais Pixeon, Resultados Digitais, Ahgora, Arvus, JExperts, Knewin etc.

Maiores informações sobre a incubadora e sobre o edital podem ser encontradas no site do MIDITEC: http://www.miditec.com.br/.

Oportunidades para startups

O MIDITEC está com inscrições abertas, até 23 de junho, para startups de todo o Brasil, mas tanto as etapas do processo seletivo quanto o programa de incubação deverão ser realizados presencialmente em Florianópolis. O processo seletivo envolve etapas eliminatórias por meio de critérios de avaliação previstos em edital, e o resultado será divulgado no site do MIDITEC no dia 20 de setembro, e o ingresso das startups selecionadas está previsto para início de outubro. As inscrições estão disponíveis neste link: http://bit.ly/miditec_inscrição2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui