11% das empresas conectadas à rede a instituição são catarinenses. Ano passado, o programa de aceleração da organização gerou em média 126% de aumento na receita dos participantes

A organização global de fomento ao empreendedorismo, Endeavor, está completando cinco anos de atuação em Santa Catarina. A instituição chegou em 2013 no estado, com o propósito de apoiar o ecossistema catarinense que ainda estava se desenvolvendo. Atualmente, 11%  das empresas ligadas à instituição são catarinenses.

Em Santa Catarina, a entidade desenvolveu pesquisas como o Índice Cidades Empreendedoras e ofereceu capacitação para empreendedores, sendo o programa Scale-Up Santa Catarina uma das principais contribuições da Endeavor para o ecossistema local. A iniciativa é oferecida desde 2015 e proporciona mentorias com uma rede em âmbito  nacional e acompanhamento para empresas com grande potencial de crescimento.

“O programa Scale Up Endeavor têm fortalecido e acelerado algumas lacunas de crescimento que muito provavelmente levaríamos tempo para encontrar soluções e novos caminhos. O relacionamento com outras empresas participantes, com os mentores e com o padrinho, além dos eventos, têm elevado a empresa como um todo”, comenta Cassio Brodbeck, CEO da OSTEC, empresa que desenvolve soluções para segurança virtual corporativa e que participa da atual turma da iniciativa. O programa tem duração de sete meses e anualmente a instituição abre novas turmas.

Analisar as empresas que passaram pelo projeto é observar o movimento do empreendedorismo no estado. Ao todo, foram 96 empresas beneficiadas; dessas, aproximadamente 80 atuam no setor tecnológico. A maioria, mais de 60 empresas, desenvolve soluções do tipo B2B (vendem para outras empresas). No total, 14 cidades catarinenses já foram representadas no Scale-Up (Florianópolis, Blumenau, São Carlos, Balneário Camboriú, Itajaí, Brusque, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Araranguá, Joinville, Tubarão, Pomerode, Garopaba e Chapecó).

“Estamos em busca dos grandes cases de alto crescimento. Queremos ajudar empreendedores que estão escalando seus negócios, gerando emprego e se tornando referência para o ecossistema para que eles cresçam, ainda mais, e multipliquem seus bons exemplos”, comenta Guilherme Lopes, líder regional da Endeavor.

Se avaliarmos apenas a edição de 2017 do programa, constatamos que as 25 empresas participantes cresceram 55% em número de empregos em apenas 12 meses. Houve, nas instituições, um  aumento de 126% , em média na receita dos negócios.

Mas afinal, o que é Scale-Up?

Scale-up é como são chamadas as empresas com alto impacto e grande potencial de crescimento. Elas possuem um modelo de negócio capaz de gerar alta escalabilidade em curto prazo e crescem 20% ao ano, em número de funcionários ou receita. No Brasil, apenas 32 mil organizações são classificadas como scale-ups, um número que representa menos de 1% do total de organizações no país. Apesar disso, elas são responsáveis por quase 67% dos novos empregos gerados.

Empreendedores Endeavor

Além do Scale-Up as empresas podem se conectar a instituição como Empreendedor Endeavor. Nessa iniciativa, a organização oferece uma grande rede de apoio nacional para a organização participante e para o empreendedor que possua perfil.

Mais de 5 mil empreendedores são avaliados anualmente para o processo Empreendedor Endeavor e menos de 1% são selecionados para o programa. Em Santa Catarina são 18 empreendedores Endeavor; entre eles, Eric Santos, da Resultados Digitais, e Vinicius Roveda, da Conta Azul. No Brasil, são 98 empreendedores Endeavor de 52 empresas conectados na rede. Em Santa Catarina, as empresas conectadas à rede são ContaAzul, Ecoville, Pollux, Resultados Digitais, Sempre Sementes, Welle Laser, Nano Endoluminal, Neoway, Tecnoblu, Uatt!?. Além dessas instituições, a Endeavor apoia outras organizações catarinenses durante o programa Scale-Up.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Informe seu comentário
Informe seu nome